FMI defende normas para o mercado cripto

by: Dynasty GI2021-12-13
O FMI - Fundo Monetário Internacional - emitiu no início de dezembro documento oficial em que mostra a necessidade de uma política global, "abrangente, consistente e coordenada" em relação às criptomoedas.
O chamamento, via blog, indica a necessidade de uma estrutura regulatória devido ao rápido crescimento da indústria dos ativos digitais, visto que a elevação dos riscos exige uma resposta política correspondente.

O documento, assinado por três executivos da entidade, frisa que "esses riscos mostram que precisamos de padrões internacionais abrangentes, que abordem de forma completa os riscos ao sistema financeiro, seu ecossistema associado às transações, ao mesmo tempo em que permitam um ambiente favorável para produtos e aplicações de criptoativos", diz a nota.

Os diretores observam que "há necessidade urgente de cooperação internacional para abordar questões relevantes como leis, desafios tecnológicos, regulamentações, além de coordenada supervisão.” Esse posicionamento do FMI já era esperado e reflete ações de outras organizações internacionais, como o BIS - Banco de Compensações Internacionais.

Este ano, a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, e ex-diretora administrativa do FMI, já havia manifestado a necessidade de uma política coordenada para o mercado cripto. A direção da Dynasty Global Investments AG, empresa suíça que atua no setor, fundada por brasileiros, e que tem o token de pagamentos D¥NS com referência no mercado imobiliário, sempre defendeu a adoção de normas como forma de ‘separar o joio do trigo’.

Compartilhe:

Mais sobre a Dynasty

D¥N News

Informações, notícias e novidades sobre o mundo cripto.

Siga a Dynasty

Contato

Av. Brg. Faria Lima, 4055
São Paulo, SP | 04538-030

A Dynasty Global não faz oferta pública no Brasil.